Vereadores de Caçador solicitam a retomada gradativa das celebrações religiosas

Vereadores de Caçador solicitam a retomada gradativa das celebrações religiosas
Share Button

A suspensão das atividades religiosas prevista no último decreto municipal foi pauta de comentários dos Vereadores de Caçador na sessão virtual desta segunda-feira (10). Eles questionaram a medida diante de outros segmentos que estão em funcionamento, especialmente porque as igrejas vinham cumprindo rigorosamente os protocolos de saúde.

Moacir D’Agostini (DEM) foi o primeiro a se manifestar. Segundo ele, apesar de o decreto ter sido uma orientação da AMARP, o Município poderia ter se posicionado com maior flexibilidade, a exemplo de Fraiburgo que integra a mesma Associação e autorizou a realização de cultos uma vez por semana, aos domingos.

“Entendemos que a situação é crítica e que todos os cuidados são necessários, mas as igrejas vêm cumprindo todas as exigências para evitar a proliferação do coronavirus. Além disso, é um ambiente que tem apenas o propósito de ajudar, é muitas vezes a última porta que as pessoas têm para bater e pedir ajuda espiritual diante de inúmeros problemas pessoais ou familiares, além de fazer, em várias situações, o trabalho que deveria ser do Poder Público.  É preciso bom senso”, destacou.

O Vereador Rubiano Schmitz (PP) também se mostrou favorável à abertura as igrejas, informando ter tratado do assunto com o Prefeito Saulo Sperotto na manhã de segunda-feira. Ele reforçou que os templos têm efetuando as celebrações com 30% da capacidade de público, com distanciamento social, uso de máscaras (inclusive doando para fiéis que não possuem) e álcool em gel.

Rubiano ainda criticou a decisão divulgada no decreto em restringir o horário de funcionamento dos supermercados aos domingos até às 13h, já que isso resulta em maior aglomeração nestes locais. “Quem andou pelas ruas no sábado ou domingo pela manhã viu a quantidade de pessoas, especialmente por se tratar de semana de pagamento. Os horários deveriam ser estendidos, dando maior alternativas às pessoas para evitar aglomerações”, disse.

A mesma ideia foi compactuada pelo Vereador Jair Fernandes (PSDB), que não concordou com as medidas expostas no decreto.

Por fim, a Vereadora Cleony Figur (PSD) destacou que foi informada pelo Prefeito Saulo Sperotto de uma reunião nesta terça-feira entre os prefeitos da AMARP, estando na pauta a possibilidade da liberação das celebrações religiosas.

Ela também se mostrou favorável a retomada das celebrações, com o cumprimento rigoroso dos protocolos de saúde.

Toni

Toni

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *