Caçador: CPI vai averiguar danos na Pista Olímpica

Share Button

O deslocamento das placas do piso emborrachado da Pista Olímpica Ivo Roman Ross, gerando prejuízos aos erário público, será apurado pela Câmara Municipal de Caçador. A iniciativa foi anunciada durante reunião ordinária realizada nessa segunda-feira (1º), no Plenário Osvaldo José Gomez. Na oportunidade foi criada Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, através de requerimento de autoria dos vereadores Rubiano Schmitz, Itacir Fiorese (PDT), Márcio Farrapo (MDB), Neri Vezaro (MDB) e Paulo Jarschel (MDB).

                Conforme a Lei Orgânica e Regimento Interno da Casa Legislativa, a CPI é um instrumento com poderes de investigação própria de autoridades judiciais, com cinco integrantes. Os líderes das bancadas vão designação os respectivos membros da CPI, na sessão de terça-feira (2), observando, na medida do possível, a proporcionalidade partidária. A legislação regulamenta ainda o prazo de 120 dias, prorrogáveis por igual período, para averiguar as causas e responsabilidade sobre o trabalho realizado na Pista Olímpica, através do processo licitatório nº 104/2018.

                “Tivemos um investimento de mais de R$ 1 milhão, quando da realização dos Jogos Abertos em Caçador, em que pese os vários questionamentos na época acerca do investimento, a justificativa era o legado que ficaria com a Pista Olímpica. Infelizmente, as placas do piso emborrachado que foram instaladas, em menos de 30 dias após a realização dos jogos, começaram a se soltar. De lá para cá foram feitas várias cobranças por vários vereadores dessa Casa, mas o Poder Executivo sempre protelou, ninguém sabe justificar o que realmente aconteceu”, enfatiza Rubiano.

                Segundo o vereador, foi realizada reunião com a empresa responsável pelos trabalhos, que assumiu o compromisso de reinstalação das placas, no entanto, sem o efeito esperado. “Depois do recente alagamento no município, devido às fortes chuvas, a justificativa agora é que as placas soltaram por causa disso, o que também não é mentira, mas junto a mais três vereadores passamos na pista olímpica uma semana antes das chuvas e verificamos que as placas já estavam soltando. Portanto, nada mais correto, por parte dos vereadores, averiguar o que realmente aconteceu através do meio competente CPI”, completa.

                Concluída a apuração dos fatos e levantamento dos dados necessários, a documentação será encaminhada ao chefe do Executivo e ao Ministério Público para serem adotadas as providências legais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *