Cobalchini “de saco cheio” com o MDB

Share Button

As articulações do deputado estadual Valdir Cobalchini (MDB) para a presidência da Alesc estavam em meio curso, quando um solavanco dentro da própria bancada do partido, dizem que articulado por ninguém menos do que Eduardo Pinho Moreira (precisa de apresentação???), minou as chances do emedebista mais votado nas eleições do ano passado e jogou a presidência no colo de Júlio Garcia (PSD).

Cobalchini sentiu o golpe. Vieram as escolhas para as comissões permanentes na Alesc e de novo Cobalchini foi preterido. Na verdade, Cobalchini e Moacir Sopelsa.

Estes fatos, que não são segredo para mais ninguém, fizeram com que a dupla de deputados passasse a cogitar saída do partido. Teve jornalista da capital que escreveu sobre o assunto, especulando que a saída era para DEM ou PR. Isto faz mais de uma semana.

De lá para cá, conversei com muita gente do MDB. Assim como eu entendo, é quase impossível acreditar em Cobalchini fora do MDB, mas as conversas existem e um grupo próximo ao deputado prefere o PR.

Esta foto com Jorginho Mello, senador e presidente estadual do PR, é de uma conversa de hoje (11/2), em Florianópolis. Certamente que o assunto “troca de partido” entrou na avaliação de cenários, mas nada certo, pelo menos por enquanto.

Pelo que se vê, cogitam sair das hostes emedebistas: Cobalchini, Sopelsa e o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, dentre outros.

Será mesmo???

A saber: Jorginho deverá ser candidato a governador pelo PR e há na grande região Meio-Oeste e Oeste, um vazio enorme para um projeto de deputado federal junto com o senador.

Pode ser que Valdir Cobalchini embarque nesta nave. Na minha opinião não é um aventura qualquer e sim um projeto perfeitamente atingível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *